NOVA LEGISLAÇÃO AMERICANA FSMA: CUIDADO COM “FAKENEWS” NAS REDES.

Como especialista na nova legislação americana para alimentos FSMA, realizando consultorias e treinamentos desde a sua publicação em 2015, devo alertar sobre “fakenews” que andam soltos por aí. Vou esclarecer os pontos mais importantes!

1. O curso PCQI não é obrigatório, e mais uma: o conteúdo do curso divulgado por aí não ensina a fazer a análise de risco (severidade x probabilidade) segundo os critérios adotados nos EUA. Isto porque este curso foi formatado para os americanos e não para estrangeiros. Tem cursos de HARPC com 8 horas. Impossível aprender a nova ferramenta HARPC em 8 horas. Se você fez curso de HACCP, o seu curso foi de 8 horas? Imagina de HARPC, que é uma lógica completamente diferente.

2. O curso PCQI por aí não aborda o FSVP (Foreign Supplier Verification Program), porque, como comentado acima, o PCQI é para americano. Se nós, exportadores devemos conhecer o item FSVP da FSMA para saber o que e como os exportadores vão nos verificar, para garantir o alimento seguro.

3. “Fakenews” pior ainda: Estão divulgando que o prazo para exportadores é setembro deste ano. Errado! Existe uma tabela do próprio FDA (link: https://www.fda.gov/Food/GuidanceRegulation/FSMA/ucm540944.htm#main ) sendo que os prazos vão até 2024, para as várias situações. Você que é exportador deve focar nos prazos que envolvem o FSVP junto com o tipo do seu negócio e produto exportado.

Se você quer ter informações verdadeiras sobre o assunto, vá na fonte, no site do FDA. Ou vá no nosso site www.fsmaconsultoria.com.br, e faça contato. Nós somos atualizados sobre as notícias do FSMA diretamente do FDA todos os dias. Não tome decisões precipitadas sob pressão. Consulte-nos.

Anterior

Próximo