Todos os conceitos em segurança de alimentos: se está tudo “junto e misturado”, está errado

Nos últimos anos, nós os profissionais da cadeia produtiva de alimentos, temos sido atropelados por conceitos diferenciados em segurança de alimentos, como Food Safety, Food Security, Food Defense e assim por diante.

Com tantos termos e conceito novos, muitos profissionais, na tentativa de se encontrar nesse novo mundo, carregam muitas dúvidas e têm gerado uma confusão que se multiplica de forma errada em nosso meio.

Então, resolvi ir a fundo, na história e nos vários conceitos sobre Segurança de Alimentos, para esclarecer e solidificar estes conceitos.

Quando começamos a adotar a ferramenta APPCC – Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle, como ferramenta de Segurança de Alimentos, isso no final da década de 90, no Brasil, os únicos termos que ouvíamos eram Food Quality e Food Safety. Para nós, até então, estava tranquilo:

Food Quality (tradução do inglês): Qualidade do Alimento. Tem a ver com parâmetros como aspectos nutricionais, físico-químicos e sensoriais.

Food Safety (tradução do inglês): Segurança do Alimento. Tem a ver com a garantia da segurança quanto a possíveis contaminações, que possam causar um dano ao consumidor. Este tem a ver com o APPCC que conhecemos.

Porém, recentemente mais três conceitos entraram em nosso meio, e causou uma confusão, parecida com a “brincadeira do telefone sem fio”. Estes conceitos são: Food Security, Food Defense e Food Fraud.

Quem já foi auditado sabe: “eles pedem o plano de gerenciamento de crises e o plano de Food Defense... onde fica o “safety” e o “fraud”???  Já vi check-list de Food Defense ser chamado de Food Security… e assim vai.

Então, vamos esclarecer estes três últimos conceitos:

Food Security (tradução do inglês): Segurança Alimentar. Tem a ver com o sistema de gestão que visa garantir o abastecimento, a garantia de fornecimento do produto ao cliente. É muitas vezes chamando de plano de Gestão de Crises e/ou Incidentes, onde descrevemos como mitigar problemas com greves, tempestades, barreiras, etc., ou seja, tudo que pode atrapalhar o fornecimento do produto ao cliente.

Food Defense (tradução do inglês): Defesa do Alimento. Tem a ver com a contaminação intencional advinda de sabotagem e terrorismo. Tem a ver com controles de acesso, controles da cadeia de custódia, etc. O conceito de Food Defense foi primeiramente adotado quando da publicação da lei de Bioterrorismo, em 2002, nos Estados Unidos, logo após, o ataque às Tores Gêmeas, na mesma época, os episódios dos envelopes entregues ao correio contendo Antrax.

Food Fraud (tradução do inglês): Fraude no alimento. Tem a ver com a contaminação intencional, adulterando o alimento, com finalidade de vantagem econômica por parte do processador. Diz respeito a adição ou substituição de ingredientes, como um dos vários exemplos de adulteração. Um recente e conhecido caso, de nível mundial, foi a substituição de carne bovina por carne de cavalo em lasanhas, detectada por autoridades inglesas, em 2013.

Portanto, é necessário esclarecer.

Como dizem os “youtubers” por aí, espalhe e compartilhe este artigo!!!

Anterior

Próximo